Financiamento - Publicidade enganosa

Ademir Sather – Macaé/RJ


Um empreendimento imobiliário me apresentou uma proposta de financiamento na qual mencionava que as prestações seriam baixas e sem reajustes. Cheguei a dar uma entrada. Mas, no ato da escritura, não pude realizar o negócio, pois a renda era muito superior. Enfim, perdi tempo, dinheiro, e não realizei o sonho a casada própria. O que fazer?

Prezado Ademir


Trata-se de publicidade enganosa por parte do empreendimento imobiliário. Se o agente da venda de empreendimento imobiliário faz publicidade na qual menciona que as prestações serão módicas, e não esclarece que haverá reajustamento, pratica publicidade enganosa. E se na proposta assinada pelo interessado no negócio, consta que a renda familiar é de uma determinada quantia, o que é reiterado no termo de compromisso e, nada fica dito sobre a possibilidade de que, no ato da escritura de financiamento, poderia ser exigida quantia superior, reitera-se a prática enganosa. Assim, se o interessado não conseguiu assinar o contrato de financiamento, porque não tinha condições de comprovar possuir renda mínima muito maior do que, inicialmente, lhe fora exigido, é de se rescindir o contrato preliminar buscando a justiça, com a devolução das quantias pagas, e com a condenação por dano moral, pelo vexame sofrido.

Olho vivo! Se um negócio lhe parece bom demais para ser verdade, desconfie. Pense sempre bem no que vai fazer e, em caso de mínima dúvida, não arrisque.




Dúvida: contato@linhadiretadoconsumidor.com